Brincadeira de criança? Irã minimiza impacto de ataque de Israel feito por drones

O Diretório
por O Diretório
3 Leitura mínima

O ministro das Relações Exteriores do Irã comparou os drones usados ​​em um ataque por Israel na sexta-feira a “brinquedos”, em comentários que visavam minimizar a importância do ataque em território iraniano.

Os drones interceptados na cidade central de Isfahan “eram mais como brinquedos com os quais as nossas crianças brincam – não drones”, disse Hossein Amirabdollahian numa entrevista à NBC News, a primeira desde a incursão israelita.

A mídia iraniana disse que o ataque “não causou danos ou incidentes”, e Amirabdollahian disse à rede de notícias dos EUA, por meio de um intérprete do governo iraniano, que o desenvolvimento não poderia ser adequadamente descrito como um “ataque” devido ao seu escopo limitado e falta de gravidade.

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

Num relatório que contradiz o relato de Teerã, porém, a ABC News citou um alto funcionário dos EUA que não foi identificado, dizendo que Israel lançou três mísseis adicionais contra uma unidade de defesa aérea estacionada perto de uma instalação nuclear em Isfahan.

Os projéteis atingiram um alvo, de acordo com a reportagem da ABC. Teerã classificou o ataque como uma operação de “sabotagem”, negando que tenha sido alvo de mísseis vindos de fora do país.

Irã-Israel: conflito no Oriente Médio

A ação de sexta-feira marcou o mais recente desenvolvimento nas retaliações retaliatórias entre Israel e seu arqui-inimigo, o Irã. Seguiu-se ao ataque sem precedentes de drones e mísseis da República Islâmica contra Israel há uma semana, que Teerã disse ter realizado em resposta a um suposto ataque israelense ao seu consulado na Síria em 1º de abril.

Amirabdollahian disse à NBC que o Irã não tinha intenção atual de contra-atacar Israel.

“Se Israel retaliar e apresentar um novo aventureirismo, então responderemos”, disse ele. “Mas se não, então terminamos. Estamos concluídos.”

Separadamente, as autoridades do Iraque disseram no sábado que estavam investigando uma explosão numa base militar ao sul de Bagdá pertencente às Forças de Mobilização Popular, uma milícia apoiada pelo Irã que opera dentro das forças armadas do Iraque.

Uma pessoa morreu e oito ficaram feridas na explosão, informou a Associated Press, citando autoridades iraquianas.

© 2024 Bloomberg LP

Fonte: Externa

Compartilhe esse artigo